Aeroporto sueco tem hostel dentro de Boeing aposentado

0
760
Suíte para duas pessoas no cockpit do avião é um dos destaques do Jumbo Stay
Suíte para duas pessoas no cockpit do avião é um dos destaques do Jumbo Stay

Muitas vezes praticidade é o item mais importante para um viajante ao buscar uma estadia. Proximidade com o aeroporto e fácil acesso são sonhos de consumo desse hóspede. Tendo em vista esse perfil de viajante, o empresário do ramo hoteleiro sueco Oscar Diös resolveu inovar.

Em 2006, ele soube de um leilão no aeroporto de Arlanda/Estocolmo, e adquiriu o aposentado Boeing 747-212B. A aeronave, construída em 1976 para a Singapore Airlines, voara também sob as bandeiras da Pan Am e Northeast Airlines antes de sair de operação quando a aérea sueca Transjet entrou em bancarrota.

Foram três anos de reformas até a inauguração do Jumbo Stay, um hostel localizado a apenas dez minutos de transfer gratuito do aeroporto. Todos os 450 assentos acabaram por ser retirados e, em seu lugar, foram construídos quartos (33 no total), uma recepção, bar e um terraço em uma das asas da aeronave.

Ao todo o Jumbo possui 76 camas, distribuídas em dormitórios feitos para uma a quatro pessoas. Dentre as opções de hospedagem, o viajante pode ficar em uma suíte no cockpit do avião (a partir de US$ 200), no trem de pouso (US$ 75) ou até mesmo na turbina do avião (US$ 75). Alguns dormitórios possuem banheiros próprios e, seguindo o padrão de hostels, outros compartilham chuveiros e sanitários. A hospedagem mais barata, em um quarto com quatro camas, pode ser reservada por US$ 50.

No Brasil, há um caso parecido de uma pousada em Monte Verde, Minas Gerais, que montou a suíte Aero Flyer em um EMB120. Clique aqui para conhecer, e confira abaixo algumas imagens do hostel Jumbo Stay:

Fonte: Aeroporto sueco tem hostel dentro de Boeing aposentado